Reality Of Books: Texto: Quando o Amor Bater á Sua Porta

Texto: Quando o Amor Bater á Sua Porta

Olá queridos
Como estão?
Como sempre gosto de trazer algo diferente, dessa vez trouxe um texto que me deparei no livro Quando o Amor Bater á Sua Porta da autora Samanta Holtz, é um livro muito lindo. Esse texto conseguiu me conquistar e pensar mais ainda sobre na questão do amor e quis compartilhar com vocês, espero que gostem.


Uma tarefa recorrente da humanidade é poluir a cabeça uns dos outros dizendo que romances só existem em contos de fadas e que o príncipe encantado não chegará montado em um cavalo branco. Pois eu digo que sim, caras princesas, o príncipe há de chegar! Talvez o cavalo não seja branco, ou quem sabe você descubra um lado ogro em noites de lua cheia, mas os príncipes existem. E estão em algum lugar por aí, esperando para ser encontrados pela princesa por quem vale a pena se converter em um nobre cavalheiro.

E não venha me chamar de antiquado! Acompanhe meu raciocínio: desde que o mundo é mundo, se observarmos a história da humanidade, veremos como tudo é instável e finito. As princesas, que antes usavam vestidos bufantes, hoje vestem minissaias. E os príncipes, que iam até elas montados em cavalos, hoje têm dezenas deles compactados dentro de um motor potente. A comunicação, que outrora foi feita por meio de fumaça, hoje aproxima o mundo na velocidade da internet. E amanhã será diferente. Amanhã, o hoje será tão obsoleto, tão lento, tão fora de moda! Se forçarmos a mente até os tempos mais antigos nos quais conseguimos pensar, dificilmente encontraremos algo que se manteve imutável. As roupas mudaram, os costumes mudaram, as pessoas mudaram. Mas, dentre todas as mudanças, há um ponto, apenas um ponto que permaneceu igual: o amor.

Você discordará de mim, cara leitora, mas eu reafirmo: o amor permanece igual. Desde o início dos tempos, e ouso dizer que até o final, nada irá mudá-lo. O que mudou foi a forma como o ser humano se comporta e se relaciona, mas o sentimento que move um homem em direção a uma mulher, um príncipe em direção à sua princesa, é o mesmo. O antigo, eterno e imutável amor. Também não mudou o fato de que ser humano algum, até hoje, foi capaz de entender ou desvendar o amor. Desde os mais remotos séculos, poetas tentaram, filósofos se esforçaram, escritores encheram folhas de papel... e ninguém conseguiu. Porque o amor não foi feito para ser entendido, estudado ou explicado; o amor foi feito para ser sentido.

O que vejo hoje é uma legião de pessoas que nega acreditar nesse sentimento. E, com a mesma força que o negam, elas vão à sua caça. Com isso, a vida se transformou em uma competição, uma corrida na busca desenfreada pelo tal amor em que ninguém admite acreditar, mas que deseja loucamente. As ruas, as baladas, os corredores da empresa, tudo se tornou um silencioso campo de batalha onde todos estão prontos a atirar e defender-se até encontrar aquele a quem vale a pena se render, ou que apenas satisfaça o desejo de sentir que é amado, mesmo que o sentimento não seja tão recíproco. Já se sentiu assim? Quantas vezes você disse “eu te amo” não porque sentia, mas porque precisava ouvir o mesmo de volta?

Não precisamos ir à caça do amor, pois ele pode chegar das mais diversas formas: em uma compra no supermercado, um passeio no parque, na biblioteca... ou o amor pode literalmente bater à sua porta na forma do carteiro ou do entregador de gás.

Quando ele chegar, não o estrague buscando suas interpretações. O amor é um barco à deriva que ninguém deve tentar controlar; apenas sentir o vento. Não resista. Não tente fugir. Apenas deixe-se levar. Deixe-se amar. Deixe-se.

Espero que tenham gostado tanto quanto eu das palavras escritas pela autora, foi um texto que me cativou muito e que sempre irei reler ;)

23 comentários:

  1. Simplesmente ameeei, fiquei com mais vontade ainda de ler esse livro.

    Vou compartilhar seu post no facebook!!!
    Beijos
    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo e sensível. Eu concordo com.voce. quem disse que o amor mudou? As vezes perdemos uma oportunidade em nossa vida por ficar interpretando e reinterpretando as coisas. Eu amei! Esse livro cada vez mais me deixando curiosa. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oiii querida, como vai?
    Que texto mais incrível menina, confesso que realmente me emocionou e mexeu de certa maneira, esse negócio de amor me toca muito.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olá, realmente, o amor continua inexplicável, indispensável e totalmente imprescindível durante todos esses séculos.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu li da autora O Pássaro e me apaixonei.
    Já anotei esse tanto por já conhecer a escrita e por conta da sua resenha belíssima.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Uau que texto maravilhoso, concordo com tudo, e, modestia a parte, sou uma prova que com paciência o principe aparece, e é tão bom, outra coisa importante é que nem sempre vai estar Feliz para Sempre, amor não é só na bonança, de vez em quando tem que atravessar tempestades.

    ResponderExcluir
  7. Que texto lindo! Muito sensível e delicado! Me lembrou bastante o livro Prometo Falhar, que também fala muito do amor. Obrigada por compartilhar o texto conosco! Beijos

    ResponderExcluir
  8. A autora arrasou na texto, muito lindo mesmo!
    Ótima escolha para reflexão.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Adorei o texto que trouxe, até porque quero muito ler a obra Quando o amor bater à sua porta e descobrir o que realmente acontece com Luíz para que ele tenha somente o endereço e nome de Malu em seu bolso.
    Ainda não li nada da autora, mas adorei a forma como ela aborta o amor e como ele deve ser tratado.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá linda,

    O texto é uma verdade que qualquer pessoa pode chegar...simplesmente observar.
    Para mim não existe príncipes e princesas e isso discordo do pensamento do autor, porque as pessoas são especiais somente quando fazem parte de nossas vidas....fora delas são meros humanos com seus dilemas e tudo mais.

    O Amor é apenas um sentimento e ponto. Compreende-lo? Impossível. Apenas senti-lo já basta.

    O que faz as pessoas se afastarem dele é apenas romantizarem demais suas vidas e o que foi ressaltado no texto...todo mundo na real é ogro igual ao Sherk e apenas se finge de príncipes e princesas para se sentirem melhores, mas quando chega o Amor, ele mostra que devemos ser quem somos e amados dessa forma.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Nunca li nada da autora, mas o texto é muito legal <3

    Fiquei com curiosidade acora.. rs

    beijinhos

    #Ana Souza

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  12. Que texto mais maravilhosooooo!
    Realmente, de certa forma, tudo mudou. Mas algo, nunca muda. O Amor.
    O livro já esta la no skoob como meta, espero ter a oportunidade em breveee! <3

    ResponderExcluir
  13. Oie, adorei esse texto, assim que o encontrei no livro ele me marcou e achei uma das melhores passagens do livro, uma linda reflexão sobre o amor.

    ResponderExcluir
  14. Olá, Catharina! É mesmo um texto lindo e tocante! Traduz bem o motivo do livro e da autora ser esse sucesso todo!
    Obrigada por trazer um texto tão cheio de sensibilidade pra cá!

    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, Catharina!

    Que texto magnífico! Super reflexivo, amei demais!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Adorei a reflexão, ele abre uma questão onde as pessoas estão meio desacreditadas, mas eu acredito sempre no poder do amor. Bjkas

    ResponderExcluir
  17. Concordo com você, o amor continua igual, não importa o tempo que passar. Somos donos de nós mesmo e amamos de uma forma bem especial. Pena que tantas pessoas estão desacreditadas desse amor real.

    ResponderExcluir
  18. Achei o texto bem legal e inteligente, não sei se concordo em tudo com a autora, mas é algo que vai ficar em minha reflexão. rs. Flores no Outono 

    ResponderExcluir
  19. Doutor L. O. Ve <3
    Muito amor né?!!!
    Achei inspirador os textos dele, que na verdade é da Sam né?! rsrs *-*
    Gostei muito do livro e mal vejo a hora de poder ler mais livros da autora.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  20. Oi Cath, sua linda, tudo bem?
    Você não vai acreditar, nossa é muita coincidência, estava discutindo justamente isso outro dia. Eu percebi que hoje em dia as pessoas estão descrentes do amor. Eu fiquei impressionada e muito triste com o discurso que está sendo usado, que o amor é fantasia, que não existe, que é conto de fadas. Não sei se já teve a experiência de ouvir isso, mas agora, quando alguém não se dá em um relacionamento, fala amargamente que ter mais, querer mais não é real. Estão usando o nome do príncipe encantado como utopia, dizendo que é impossível encontrar uma pessoa legal, que nos respeite e nos ame de verdade. Que isso só existe nos livros. E a autora falou exatamente sobre isso no seu texto. Nossa, eu não fui a única que ouvi isso dos outros. Então, é pior do que eu imaginava, fiquei arrasada agora. Adorei o texto e estou louca para ler o livro.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Texto incrível e encantador! Fiquei com super vontade em ler o livro que você mencionou no texto. Vou procurar esse livro e me deliciar com essa obra. Dica anotada e parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  22. Olá,
    Realmente um lindo texto. Gosto de ler coisas assim, que te faz pensar e que te da vontade de ler de novo em outro momento.

    http://euinsisto.com.br/

    ResponderExcluir

© REALITY OF BOOKS - 2012. Todos os direitos reservados.
Por: SHAIRA FOTO E DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo