Reality Of Books: Julho 2016

Resenha: Deixe-me Ir - Daniela Sacerdoti

Sinopse: Em Deixe-me ir, segundo romance de Daniela Sacerdoti, a autora conta a história de Inary Monteith, uma editora que vive em Londres. Quando a irmã caçula encontra-se entre a vida e a morte, as coisas se tornam mais difíceis para Inary do que ela poderia imaginar. Após dormir com Alex, seu melhor amigo, ela o deixa de coração partido e viaja às pressas de Londres para a Escócia para cuidar da irmã doente. Em sua cidade natal, Inary tem de lidar com emoções intensas e lembranças dolorosas das quais tenta fugir. Enquanto procura se esquivar dos sentimentos confusos que sente por Alex e redescobre seu passado ao lado da família, ela misteriosamente perde a voz e readquire um sexto sentido da infância: a capacidade de ver espíritos. E quando uma voz do passado fica ecoando em sua mente Leve-me para casa, ela percebe que para libertar a si mesma é preciso desvencilhar-se dos fantasmas passado.
*Livro cedido em parceria com a Editora Universo dos Livros para divulgação. 

Inary é uma jovem editora que atualmente mora em Londres, divide o apartamento com sua melhor amiga e tem como melhor amigo, Alex, por quem nutre um forre sentimento. Apesar de morar em Londres, está sempre com a cabeça na Escócia, que é onde sua irmã que está doente mora, junto com seu irmão mais velho. Inary nunca se perdoou por ter deixado ambos lá para seguir sua vida.

Resenha: A Piada Mortal - Alan Moore

Sinopse: A edição de luxo 'A Piada Mortal', do premiado roteirista Alan Moore (Watchmen, V de Vingança) conta como um dia ruim na vida de um homem pode significar a linha que separa a sanidade da loucura. Principalmente quando se trata do Coringa, o maior e mais conhecido vilão do mundo dos quadrinhos. Os desenhos de Brian Bolland (Camelot 3000), um dos maiores ilustradores dos quadrinhos, elevaram a história praticamente à perfeição retratando com maestria o mundo imaginado por Alan Moore. Mas faltava um detalhe para completar a obra. Bolland não pôde colorir a edição original, e agora, vinte anos depois, isso foi corrigido e as cores foram completamente refeitas pelo artista, seguindo fielmente a sua imaginação. Edição obrigatória para os fãs do Coringa, do Batman e dos quadrinhos.





A Piada Mortal de Alan Moore, com certeza um marco nas historias em quadrinho do Batman e talvez em todo o universo DC Comics, ouso dizer que é um dos melhores quadrinhos já produzidos e talvez um dos mais violentos.
Alan Moore, o senhor de unhas longas e cabelos compridos, mesmo que você nunca tenha ouvido falar dele eu posso apostar que já viu um filme que foi adaptado de alguma obra que ele escreveu, ele que escreveu desde Hellblazer (conhecido como: Constantine), Watchmen, V de Vingança, a liga extraordinária, o monstro do pântano, com certeza você já deve ter visto pelo menos uma dessas obras dele. Ele traz para o publico dos quadrinhos, mais uma incrível historia, dessa vez ambientada no universo de Batman.

TAG: The Name Game Book #3

Olá pessoas.
Como sabem, eu já postei essa TAG duas vezes antes pois tive a ideia de postar meu nome inteiro nessa tag e estou indo por partes. Hoje vim postar livros com as inicias de MATTAVELLI, meu nome do meio (italiano, diga-se de passagem, beijos) e espero que gostem, a maioria dos livros já foi lido por mim ;)


Resenha: Três Coisas Sobre Você - Julie Buxbaum

Sinopse: Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.
*Livro cedido em parceria com a Editora Arqueiro para divulgação. 







Jessie é uma adolescente de 16 anos que não está se sentindo muito feliz por estar passando uma grande crise já que perdeu sua mãe há alguns anos e ainda não superou isso, enquanto seu pai já está de novo casamento que por sinal, é por esse motivo que ela teve que deixar sua casa e seus amigos que adorava para se mudar para Califórnia com o pai e morar com a nova mulher dele e seu filho mimado.

Resenha: O Acerto de Contas de Uma Mãe - Sue Klebold

Sinopse: Em 20 de abril de 1999, Eric Harris e Dylan Klebold se armaram com pistolas e explosivos e entraram na Escola de Ensino Médio de Columbine, na cidadezinha de Littleton, Estados Unidos. Em questão de minutos, mataram doze estudantes e um professor e feriram outras vinte e quatro pessoas, antes de tirar a própria vida. Desde então, Sue Klebold, mãe de Dylan, convive com a dor e a vergonha indescritíveis por aquele dia. Como seu filho, o jovem promissor que ela criou com tanta dedicação, pôde ser responsável por tamanho horror? E como, convivendo com ele diariamente, ela não percebeu que havia algo errado? Houve sinais sutis que ela não captou? O que ela poderia ter feito diferente? Essas são perguntas com que Sue se debate todos os dias desde a tragédia de Columbine. Em O Acerto de Contas de Uma Mãe, ela narra com honestidade rigorosa sua jornada para tentar lidar com o incompreensível. Na esperança de que os insights e o entendimento que ela obteve ao longo dos anos possam ajudar outras famílias a reconhecer quando um adolescente está com problemas, Sue conta sua história na íntegra, recorrendo a seus diários pessoais, aos vídeos e escritos que Dylan deixou e a inúmeras entrevistas com especialistas em saúde mental.
*Livro cedido em parceria com a Editora Verus para divulgação.

Como diz acima na sinopse, em 1999, Eric Harris e Dylan Klebold fizeram uma chacina no colégio onde estavam prestes a se formar, o colégio Columbine. Foi um evento que marcou muito a história não só das vitimas e das famílias em geral que perderam seus filhos, mas também a história da pequena cidade Littleton.

Indicações de Livros Infantis #9


Resenha: Retalhos - Craig Thompson

Sinopse: Uma das graphic novels mais premiadas dos últimos tempos, Retalhos é um relato autobiográfico da vida no Meio Oeste americano. Thompson retrata sua própria história, da infância até o início da vida adulta, numa cidadezinha de Wisconsin, no centro dos Estados Unidos, que parece estar sempre coberta pela neve. Seu crescimento é marcado pelo temor a Deus - transmitido por sua família, seu colégio, seu pastor e as trágicas passagens bíblicas que lê -, que se interpõe contra seus desejos, como o de se expressar pelo desenho. Ao mesmo tempo Thompson descreve a relação com o irmão mais novo, com quem ele dividiu a cama durante toda a infância. Conforme amadurecem, os irmãos se distanciam, episódio narrado com rara sensibilidade pelo autor. Com a adolescência, seus desejos se expandem e acabam tomando forma em Raina - uma garota vivaz, de alma poética e impulsiva, quase o oposto total de Thompson - com quem começa a relação que mudará a visão que ele tem da família, de Deus, do futuro e, enfim, do próprio amor. Retalhos traz as dores e as paixões dos melhores romances de formação - mas dentro de uma linguagem gráfica própria e extremamente original.
Retalhos é um quadrinho que conta a biografia de Craig Thopmson - próprio autor - desde a infância até sua vida adulta e todos os conflitos, dúvidas e descobertas da adolescência que é o foco principal do livro. Craig sempre teve muito temor á Deus por conta de sua família então suas atitudes e pensamentos eram sempre muito bem calculados por esse temor.

Resenha: Guerra do Velho - John Scalzi


Sinopse: Sinopse: A humanidade finalmente chegou à era das viagens interestelares. A má notícia é que há poucos planetas habitáveis disponíveis – e muitos alienígenas lutando por eles. Para proteger a Terra e também conquistar novos territórios, a raça humana conta com tecnologias inovadoras e com a habilidade e a disposição das FCD - Forças Coloniais de Defesa. Mas, para se alistar, é necessário ter mais de 75 anos. John Perry vai aceitar esse desafio, e ele tem apenas uma vaga ideia do que pode esperar. "Guerra do Velho" é frequentemente comparado a um dos maiores clássicos da ficção científica: Tropas Estrelares, de Robert Heinlein. O próprio Scalzi já confirmou que Heinlein é uma das suas maiores influências e que a obra foi escrita seguindo os princípios que ele acredita serem próprios da escrita do autor que tanto admira. Scalzi é um dos principais nomes da ficção científica contemporânea. Ganhador dos prêmios Hugo e Locus, o autor conquistou público, crítica e mercado. Em fevereiro de 2015, fechou um contrato com a editora Tor Books de cerca de $3,4 milhões, para publicar 13 livros nos próximos 10 anos. O canal SyFy está produzindo uma série de TV – chamada Ghost Brigades – como adaptação do livro, e a Paramount já comprou os direitos para levar a história para as telas do cinema.

*Livro cedido em parceria com a Editora Aleph para divulgação.

Em um futuro, não muito distante do nosso, Guerra do Velho, escrito por John Scalzi, a raça humana iniciou um projeto para colonizar, expandir seus domínios e garantir sua sobrevivência pelo universo, já que nada é mais perigoso para uma espécie do que se manter em um único planeta. No entanto, com o descobrimento de novas raças alienígenas, a Terra em si deixou de ser o centro nervoso da humanidade para ser substituída pelas FCD (Forças Coloniais de Defesa), uma instituição militar que comanda todos os passos de colonização, proteção e invasão da raça humana numa escala muito maior do que se imagina, sendo ela independente de qualquer governo terrestre, recrutando pessoas com no minimo 75 anos.

Últimos Filmes Assistidos #22


Oláááá pessoas.
Como estão hoje?
Mais uma vez vim mostrar para vocês o que tenho assistido e como sempre, são ótimos filmes (modéstia a parte) e de gêneros variados. Aliás, essa lista está maravilhosa porque todos esses super me conquistaram de um jeito muito bom e posso dizer para você pegarem a dica sem medo ;)

Canais no Youtube que Adoro

Oláá queridos.
Como estão? 
Hoje vim trazer algo um pouco diferente. Não é sempre, mas gosto de ver vídeos no youtube, épocas com mais frequências e outras nem tanto e claro que sempre tem aqueles que eu sempre acabo acompanhando que são poucos e tem meu coração e admiração. Principalmente admiração pois tenho bastante vontade de gravar vídeos mas a vergonha me domina hehe.

Resenha: Mulheres - Carol Rossetti

Sinopse: Em 2014, a ilustradora Carol Rossetti começou a desenhar mulheres diversas para testar seus lápis de cor. Nunca poderia imaginar que suas criações despretensiosas ganhariam o mundo e iriam viralizar na internet a ponto de se tornarem matéria na CNN. Com um traço característico e frases inspiradoras, Carol quebrou tabus e espalhou uma mensagem que ecoou em mulheres do mundo todo: somos fortes, merecedoras de respeito e especiais do jeito que somos, independentemente de opiniões e julgamentos alheios. Agora, essa mensagem ganha o formato de livro e inclui textos sobre os temas centrais abordados em suas ilustrações, como corpo, estilo, identidade, relacionamentos e superação. “Existem mulheres negras, brancas, morenas, latinas, asiáticas, indianas, indígenas. Existem engenheiras, donas de casa, prostitutas, senadoras, artistas, executivas, atrizes. Há mulheres cegas, surdas, mudas. Mulheres bipolares, deprimidas, ansiosas. Existem heterossexuais, lésbicas, bissexuais, arromânticas, pansexuais, assexuais. Mulheres cristãs, ateias, budistas, islâmicas. Há mulheres que não são ativistas, que nunca ouviram falar em feminismo, que nunca discutiram racismo. Mulheres que lutam de formas diferentes, a partir de ideias que não conhecemos. Existem mulheres que têm vergonha de compartilhar suas escolhas por medo de serem julgadas. E mulheres que discordam de tudo isso que eu disse até aqui. Cada uma tem sua própria história, e acredito que todas elas merecem ser ouvidas e representadas. Minha abordagem será abrangente, convidando todos os que dividem comigo essa ideia de liberdade a celebrar a diversidade do ser humano.
*Livro cedido em parceria com a Editora Sextante para divulgação.

Mulheres é um livro escrito e ilustrado por Carol Rossetti que inicialmente publicava seus desenhos em sua página do Facebook , mas após tanta repercussão dos fãs que concordavam e apoiavam seus pensamentos, a arte tornou-se um lindo livro publicado pela Editora Sextante.

Leituras do Mês de Junho

Olá pessoas.
Hoje vim mostrar para você tudo que consegui ler no mês de junho e foi um mês bem produtivo já que agora estou de fériaaaaaas da faculdade, ai que felicidade. Espero que gostem.

TAG dos 50%

Olá pessoas.
Como estão?
Hoje vim responder uma tag que adoro ver nos blogs alheios e estava meio assim de postar por aqui (preguiça, confesso) buuut venci a preguiça e consegui criar coragem de responder as quinze perguntinhas. A última vez que vi a tag foi no Minha Vida Literária.

Resenha: 31 Profissão Solteira - Claudia Aldana

Sinopse: Consuelo Aldunate parece ter tudo o que uma mulher quer: independência financeira, um bom grupo de amigos, um trabalho divertido, um guarda-roupa invejável e um apartamento top. Mas Consuelo quer uma coisa que para muitas mulheres pode soar básico. Um acessório difícil de conseguir, embora pareça estar em toda parte: um homem. Exigente, ela não quer qualquer homem; quer um próprio, privatizado e que possa mostrar a todos. Por isso arregaça as mangas e sai à procura de um namorado por todos os lugares onde possa haver homens interessantes e disponíveis. Nessa busca, entre drinques e encontros insólitos, a anti-heroina vai descobrindo que é difícil deixar de ser solteira. Com humor inteligente, a personagem mostra que por mais que esteja na moda ser single, há momentos em que daria tudo para ter alguém esperando por ela em casa.
*Livro cedido em parceria pela Primavera Editorial para divulgação. 

Consuelo é uma moça independente na casa dos 30 anos (31 como diz o título) e possui um ótimo emprego, uma boa casa e ótimos amigos que estão sempre a acompanhando, porém, Consuelo está se sentindo meio que solteirona por já estar com trinta anos e bater aquela crise de existência. Além de ser solteira, também tem a imagem de dedo podre por sempre passar por diversos encontros que deixam a desejar e sempre acabam mal.

Caixa de Correio #38

Olááá queridos leitores, como estão?
Hoje vim mais uma vez mostrar o que chegou no último mês. Foram livros bem variados e alguns e provavelmente logo menos a maioria terá resenha aqui no blog, é só ficar de olho ;)

Resenha: O Caderninho de Desafios de Dash e Lily - David Levithan e Rachel Cohn

Sinopse: O novo livro de David Levithan e Rachel Cohn que juntos escreveram Nick e Nora Uma noite de amor e música acompanha a dupla Lily e Dash. Ela está doida pra se apaixonar e, pra encontrar o par perfeito, decide criar um caderninho cheio de tarefas e deixá-lo na livraria mais caótica de Manhattan. Quem encontra o moleskine é Dash, e os dois começam a se corresponder e trocar sonhos, desafios e desejos no caderninho, que vai se perdendo nos mais diversos lugares de Nova York.
*Livro cedido em parceria com Editora Galera Record para divulgação. 










O Caderninho de Dash e Lily conta a história de dois adolescentes bem diferentes mas que possuem certas coisas em comum. Dash irá passar o Natal sozinho já que falou para sua mãe que iria passar com seu pai e para seu pai disse que passaria com a mãe, era exatamente o que ele queria. Já Lily adora o Natal e apesar de se sentir meio sozinha nessa Natal, está feliz. O irmão de Lily sugeriu a ela que criasse um caderninho e deixasse em uma livraria da cidade para que o garoto que encontrasse seguisse os desafios impostos por Lily.
© REALITY OF BOOKS - 2012. Todos os direitos reservados.
Por: SHAIRA FOTO E DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo