Reality Of Books: Resenha: Eu Sobrevivi ao Holocausto - Nanette Blitz Konig

Resenha: Eu Sobrevivi ao Holocausto - Nanette Blitz Konig

Sinopse: Como sobreviver a um campo de concentração? Estaria essa sobrevivência condicionada ao acaso do destino? Em um emocionante relato, Nanette Blitz Konig conta a história de um período em que ela e milhões de judeus foram entregues à própria sorte com a mínima chance de sobrevivência. Colega de classe de Anne Frank no colégio, Nanette teve a juventude roubada e perdeu a crença na inocência humana quando esteve diante da morte diversas vezes – situações em que fora colocada em virtude da brutalidade incompreensível dos nazistas. Hoje, aos 86 anos, Nanette vive no Brasil e expõe suas lembranças mais traumáticas aos leitores. As cenas vivenciadas por ela fizeram os mais experientes oficiais de guerra, acostumados a todos os horrores possíveis, chorarem ao tomar conhecimento. Em uma luta diária pela sobrevivência, Nanette deveria suportar o insuportável para manter-se viva. Através de um depoimento ao mesmo tempo sensível e brutal, ela questiona a capacidade de compaixão do ser humano, alertando o mundo sobre a necessidade urgente da tolerância entre os homens.
*Livro cedido em parceria com a Editora Universo dos Livros para divulgação. 

Nanette Blitz Koing é uma senhora de noventa e tantos anos que há poucos anos atrás tive a maravilhosa oportunidade de recebê-la na escola onde estudava para uma palestra que ela deu aos alunos sobre sua estádia nos campos de concentrações na época da segunda Guerra Mundial, e também falando como foi sua vida pós-Holocausto. Quando soube que iria conhecer pessoalmente uma vítima do Holocausto, fiquei muito eufórica e foi muito bom saber de fato como era naquela época ser judeu/negro/entre outros.

Nanette conseguiu emocionar não só a mim como muitos jovens ao meu redor naquele dia, contando toda sua trajetória de vida, nos fazendo admira-la apenas pelo fato de não ter somente sobrevivido e sim estar vivendo intensamente muito feliz com sua família (filhos, netos). Durante a palestra me peguei com os olhos marejados em muitos momento e foi maravilhoso poder aplaudir de pé aquela humildade senhora com toda sua bagagem.

Recentemente soube do lançamento de seu livro e claro que quis ler na hora, já tinha passado pela minha cabeça sobre ela escrever um livro e quando isso aconteceu, fiquei super feliz. Logo consegui receber da editora um exemplar e posso dizer que a leitura foi tão comovente e reflexiva quanto aquele dia que tive há uns anos atras.

Nanette relata tudo de modo bem explicativo, o que tirou muitas dúvidas que ainda tinha sobre o que era viver na época da Segunda Guerra Mundial e não poder fazer muito para mudar os fatos. O livro não conta somente a estadia de Nanette nos campos como também mostra os traumas e sua vida nos dias hoje, nos mostra o que pode causar a ser humano algo tão traumático quanto um campo de concentração apenas porque você segue determinada religião.

Foi de fato uma leitura muito rica. Não é segredo para ninguém que não sou fã de História em geral, porém, o Holocausto foi algo que sempre chamou minha atenção desde que conheci O Diário de Anne Frank e muitas vezes Nanette citou Anne, elas não eram tão próximas na época mas eram colegas que possuíam uma grande empatia pela outra.

Enfim, é um livro que recomendo á todos que assim como eu, gostam muita de saber mais sobre o Holocausto e suas vitimas, espero que Nanette continue com uma vida saudável e alegre sempre sendo a grande guerreira que é, uma vida que apesar de tentarem ter tirado, ainda está aqui para contar sua história.

36 comentários:

  1. Nossa confesso que fico muito mal quando escuto esses relatos, apesar de não ter passado por isso (graças a Deus) fico pensando que a humanidade sempre esteve perdida, para fazer uma atrocidade dessas. Mas fico mais do que feliz de ainda terem tido sobreviventes e ter até hoje. Adorei sua resenha, e eu já conhecia a história dela realmente e uma guerreira.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Catharina
    Já eu amo todos os livros que abordam o holocausto e tenho minha quedinha por História. Tenho certeza que também ia gostar de ler esse livro. Me interessei muito.
    Gostei de ver a resenha dele e sua opinião.

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus! Necessito desse livro pra agora, eu adoro livros sobre a 2° Guerra Mundial, com certeza vai na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  4. oie!
    Eu não sei se faria a leitura desse livro... tudo que descubro sobre esse período da história, fico angustiada. Tanto que são poucos os livros que cheguei a ler, pois sempre sofro com o que leio :(
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  5. Eu não conhecia o livro mas acho que deve ser mesmo uma leitura muito rica e fiquei muito interessada em ler, eu gosto bastante desse gênero e acho que é um livro que vai me deixar impactada.

    ResponderExcluir
  6. Oi, como vai?
    Já conhecia o livro, li um tempo faz, é um livro doloroso, mas vale a pena ler, apesar de sabermos que a crueldade humana não tem limites, a violência nos choca sempre. Além do lado triste da história existe a superação. Enfim, um livro com uma premissa forte e interessante. Para aqueles que curtem guerras super indico. Para os demais, digo preparem os lenços para secarem as lágrimas, pois isso, é inevitável.
    http://www.cristinadeutsch.org/
    Saudações literárias.
    Beijos no ♥

    ResponderExcluir
  7. Oi, preciso desse livro!!
    Amo livros que retratam guerras, principalmente a segunda guerra, e por ter lido O Diario de Anne Frank só instigou mais a minha curiosidade, pois quero saber o que a menina passou e como foi sobreviver a algo tão barbaro e como isso influenciou na formação como pessoa. Dica anotada.
    bjus

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu ainda não conhecia o livro e confesso que não gosto muito do tema Holocausto, mexe demais comigo, fico sentida demais com esse tipo de leitura =/
    Fico feliz que a autora esteja aí com muita saúde e feliz!
    Adorei sua resenha e acredito que o livro seja um prato cheio para quem gosta do tema.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Tambem tenho uma queda por conhecer mais desse periodo, mas de certa forma minha curiosidade se deriva do fato de conhecer pessoas que fugiram de la antes que a coisa ficasse e feia em minha propria familia. Sou amante de historia num contexto geral, normalmente tudo que remota o passado me atrai e esse periodo nao fica atras. Amei a dica e vou procurar o livro pra mim, se nao me engano ja ouvi uma entrevista da Nannete num podcast de historia, mas nao me recordo bem se ela mesma.
    Obrigada pela dica.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  10. Livros sobre esta época sempre me emocionam muito, pela sua resenha parece ser um ótimo livro...
    Fico ainda mais feliz por saber que é uma história verdadeira e que a autora conseguiu sobreviver e ser feliz!
    Vou colocar na minha lista do skoob!

    ResponderExcluir
  11. Oiii Cath, tudo bem?
    Menina eu estou completamente louca para ler essa obra desde o lançamento, e além do mais sabendo que é uma história verdadeira despertou ainda mais minha vontade.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Oioi! Tudo bem?
    Eu pelo contrario ja sou mto fã de História, quase cursei na faculdade.
    Holocausto é um tema pesado, nao é dos que mais gosto, mas ainda sim fiquei interessada no livro apos ler a resenha.
    A capa com a Anne está bem bonita, vou ver se leio.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  13. Oie, Cath, tudo bem? Confesso que nunca li nenhum livro sobre o Holocausto, mas gostaria muito de saber mais sobre e fiquei interessada pelo livro, valeu pela dica de leitura, resenha ótima!

    ResponderExcluir
  14. Oii!

    Não conhecia esse livro, mas fiquei muito interessada em ler!
    A capa é muito linda e a sua resenha ficou ótima!
    Já anotei a dica :)

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  15. Que interessante conhecer um vítima do Holocausto Judeu. Eu não tive essa oportunidade, ainda. Vi o lançamento desse livro e já está em minha lista de leitura, concordo com você, é uma obra que todos e todas devem ler, estamos vivenciando, no Brasil, um forte onda do Neonazismo, principalmente ena política. Isso tudo é assustador e preocupante.

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Não consigo ler este tipo de livro sem ficar um pouco mal, então eu nem chego perto deles =/
    Mas é uma boa indicação para quem gosta do gênero.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi
    Tudo bom?
    Acho que gostarei desse livro, tento sempre ler algo mais sobre o holocausto...
    Adorei a resenha
    Bjos

    Every Little Book

    ResponderExcluir
  18. Olá, eu vi esse livro na livraria e confesso que fiquei em instigado a comprá-lo´, já que AMO demais esse tema. Pela sua resenha eu pude entender um pouco mais sobre ele e provavelmente comprarei sim para fazer uma leitura futura.
    Muito obrigado :*

    ResponderExcluir
  19. Oi Ca!
    Um tema complicado para um livro profundo. Sou mega fã de conhecer obras com esse tipo de temática, mas acredita que ainda não terminei de ler nem O Diário da Anne Frank? Ainda preciso fazer isso. São tantas coisas terriveis e ao mesmo tempo que causam uma reflexão. Fiquei mega encantado pela obra. Não conhecia, mas já aderi sua dica.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oii,

    Acho esse livro bem impressionante, e ontem vi um vídeo de uma blogueira falando sobre ele e fiquei ainda mais impressionada. É bem fora da casinha né? Fiquei interessada.

    beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi!!
    Eu amo livros sobre o Holocausto, menina que oportunidade linda essa que você teve, poder conhecer e saber mais sobre como foi a vida de uma pessoa que sobreviveu, deve ser muito legal.
    Eu li um livro sobre uma sobrevivente que também conheceu Anne Frank, o nem dela é Eva Schloss. Se tu ainda não leu, leia Depois de Auschwitz: O emocionante relato de uma jovem que sobreviveu ao holocausto.
    Livros assim fazem a gente sentir revolta, tristeza e ao mesmo tempo esperança e força, pois vemos que muitas pessoas passaram por momentos extremamente difíceis e mesmo assim conseguiram seguir em frente, superar e passar para os jovens de hoje o horror daquela época.
    Vou colocar esse na minha lista de leitura.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  22. Cat lindona acredito que o depoimento dela deve ter sido tocante e comovente, foram muitos sofrimentos. Espero ler esse livro em breve quando estiver preparada para todo o sofrimento da protagonistas e de muitos. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  23. Oii Catharina, tudo bem?
    Adorei a sua resenha como sempre.
    Assim como você, não sou o tipo de pessoa que curte livros envolvendo História e tudo mais. Mas diferente de você, não tenho coragem de me aventurar no gênero.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  24. Olá
    Também adoro ler histórias reais da época, é muito triste saber do que o ser humano é capaz de fazer e acho que esse período retrata muito bem, temos eventos como esses acontecendo hoje em dia como em locais de guerra na África e Asia, e que ficam escondidos por falta de interesse ou mesmo censura pra não machucar sensibilidades alheias.
    Ai que sorte poder ouvir uma palestra dessas eu adoraria podr ter assistido também
    Beijos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Olá
    Que oportunidade de ouro você teve de conhecer ela! Nossa, deve ter sido uma experiência e tanto, só consigo imaginar!
    O livro é uma história real, e apesar do tempo eu acredito que ele deveria ser lido por todos, afinal, é aprendendo com erros passados que vamos ter uma chance mínima de construir um futuro melhor, livre de preconceitos! violência e ódio gratuito!
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  26. Eu fico super impressionada quando leio histórias com fundo real, é de uma importância tremenda saber o que aquelas pessoas tem pra dizer. Este livro então é completamente rico de conhecimento daquele tempo do Holocausto. Vale a pena ler.

    Treslivrolatras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Olá Catharina,
    é incrível o conhecimento e empatia que esse tipo de livro trás, gostaria de ter mais coragem para lê-lo, mas tudo que tem a ver com fatos reais acaba comigo, é como se saber que é ficção minimizasse um pouco da dor que sinto ao ler. É terrível, mas é real.

    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  28. Uau! Estou quase sem palavras e uma enorme vontade de saber mais da historia e obra de Nanette. Imagino quem passou por tudo aquilo e os traumas que ficaram. Olhos marejados por aqui...
    Beijos, Yasmin

    ResponderExcluir
  29. Olá, lembro de ter lido sobre a garota no diário de Anne, não conhecia essa obra e me interessei. Não gosto de livros sobre guerra, pois acho uma coisa sem propósito, milhares de vidas tiradas devido a diferença de ideologias e religiões. Mas confesso que a brutalidade do holocausto me desperta curiosidade, como um ser humano foi capaz de convencer diversas pessoas a cometerem tamanha crueldade...é desumano.

    ResponderExcluir
  30. Caramba, você a conheceu :3 Eu nunca cheguei a ler o livro da Anne Frank, mas minha mãe e irmã leram, então eu sei basicamente de quase tudo do que se trata. Não conhecia essa autora, mas com certeza me emocionaria ao ler seu livro. Também não sou exatamente fã de História, mas há assuntos que me deixam bem interessada mesmo.
    Parabéns pela resenha e assim como você, desejo mais felicidade e fé na vida de Nanette.
    Bjs

    ResponderExcluir
  31. Muito bacana! Eu tenho curiosidade de ler esse livro, assim como O Diário de Anne Frank. Gosto de assistir filmes que falam sobre Holocausto, mas ainda não parei pra ler um livro. Talvez por não gostar muito de história também, eu tenho a impressão que a leitura vai ser lenta e arrastada, mas, um dia eu leio sim. :)
    Bjks

    ResponderExcluir
  32. Catharina, acho que esse livro é pra quem já leu Anne Frank ou que gosta muito de história.
    Infelizmente, não é bem o meu caso, mas fico feliz de saber que ele teve o poder de emocionar várias pessoas, ainda mais jovens.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  33. Oi,
    Eu não conhecia o livro, mas fiquei muito interessada.
    Gosto muito de histórias que mostram momentos dessa época, já imagino como deve ser rica em detalhes.
    Parabéns pela resenha, ficou muito boa
    beijos

    ResponderExcluir
  34. Eu ainda não sabia sobre o livro, e assim como você eu gosto muito de leituras sobre o assunto! Vou dar uma conferida. ;)

    ResponderExcluir
  35. Olá Catharina!!!
    Biografias é a coisa mais difícil de eu ler, porém eu tenho muita curiosidade de saber como foi na época do nazismo e como foi para as pessoas que passaram por ele.
    Ainda tenho que ler o Diário da Anne para também conhecer essa menina que sofreu e acabou morrendo nessa brutalidade, posso dizer que esse livro da Nanette também me interessa bastante conhecer e ver como foi tudo isso antes e depois.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  36. O diário de Anne Frank é um dos meus livros preferidos da vida e, certamente eu o lerei novamente em breve. Mas esse eu não conhecia, creio que deve ser tão emocionante, profundo e intenso quanto o livro da menina Anne Frank. Já está na minha lista!

    Tatiana

    ResponderExcluir

© REALITY OF BOOKS - 2012. Todos os direitos reservados.
Por: SHAIRA FOTO E DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo