Reality Of Books: Resenha: Onze Semanas - Ernani Lemos

Resenha: Onze Semanas - Ernani Lemos

Sinopse: A relação de amor entre duas pessoas, seja de mãe e filho, seja de marido e mulher, é desmedida por padrão. No início a empolgação se esforça para esconder todos os defeitos e no fim o cansaço faz esquecer todas as qualidades. Não há relacionamento em que uma pessoa veja a outra com justiça. Se existe alguém com quem nunca somos generosos, é com quem amamos. Que acontecimento poderoso consegue afastar mãe e filha por quase toda a vida? E que tipo de força é capaz de reaproximá-las nas fronteiras da morte? Da cama de hospital onde vive seus últimos dias, Claudia dá início a uma jornada dolorosa pelas experiências que moldaram a história dela e da filha, Meg. A mãe terá que ser mais rápida do que a morte para convencer a jovem a dividir confissões de uma vida marcada por um trauma. Manter-se viva e reviver a memória serão os desafios de Claudia para mudar o mundo das pessoas que mais ama. Com uma dose de mistério que fatalmente leva os olhos à próxima página, Onze Semanas é uma viagem de sensações viscerais que conduz o leitor inúmeras vezes, sem que ele perceba, ao papel dos personagens.
*Livro cedido em parceria com o autor para divulgação. 

Narrado em terceira pessoa somos apresentados a vida de Meg. O ambiente familiar que Meg vivia sempre foi muito conflituoso e ela sempre desejou atenção, principalmente de sua mãe. Quando o irmão mais novo nasceu, as coisas pioraram ainda mais, então Meg foi mandada para morar com a tia e assim, aliviar as coisas em casa, a partir disso, muita coisa ainda rolou. Hoje Meg é uma mulher formada e independente e tem contato frequente com seu irmão mais novo e ele a informa que a mãe tem pouco tempo de vida por estar com câncer.

Meg não fala e não vê a mãe por mais de dez anos e até hoje guarda muitas magoas dela, a culpa por coisas que aconteceram em sua vida e tem várias questões não resolvidas que a corroem por dentro. Claúdia, mãe de Meg, quer muito rever a filha que sempre amou e esclarecer as situações que aconteceram no passado das duas, começando assim um relacionamento entre mãe e filha numa cama de hospital.

Concluir essa leitura, foi como ter um pedaço de mim faltando, pois o quanto a história de Meg e Cláudia me comoveu, não está escrito. Ernani aborda nesse livro, assuntos muito fortes além do relacionamento de ambas e do câncer terminal que Claúdia está enfrentando. Aos poucos, vamos descobrindo o quão foi doloroso e difícil a vida que a mãe levou e os sentimentos que causaram na filha por conta disso.

Perdi as contas de quantas vezes me vi chorando e imaginando o quão real a situação que as duas passaram, o quão isso acontece o tempo todo ao nosso redor e nem sabemos. Quando concluí, só conseguia olhar para o nada e refletir muito sobre o que li, querendo mais e mais da escrita desse autor maravilhoso.

Meg vai descobrindo sobre o passado da mãe e o que isso influenciou na criação dela por causa de um diário de que Cláudia escreveu para revelar tudo e mostrar um dia a filha, ela vai entregando as folhas aos poucos, então, até o fim do livro, fica um suspense que nos prende horrores.

A cada parte revelada da vida de Cláudia, eu ficava boquiaberta, não acreditando no que lia e cada vez mais com piedade dela e de Meg, duas personagens bem construídas e extremamente cativantes. Ernani escreveu um livro que me prendeu do início ao fim com capítulos rápidos e de facil entendimento, de sensibilidade incrível mas com páginas que nos farão pensar e repensar sobre muitos assuntos.

Essa leitura é altamente recomendada para todos, tenho certeza que irá cativar cada um de uma forma especial e diferente, assim como aconteceu comigo.

30 comentários:

  1. Fiquei curiosa pelo livro, personagens que são cativantes já é um grande convite para ler essa história, nada melhor do que personagens bens construídos que te fazem estar com eles de verdade, se comover, torcer, enfim, muito boa sua resenha!
    Leitora nova aqui no blog, estou adorando seu conteúdo <3
    Criei um blog, recentemente, para falar sobre cinema, series, cultura e artes no geral, se puder dá uma passadinha ficaria muito feliz: http://cineleva.blogspot.com.br/ :)

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cath
    Amei a resenha e a premissa do livro, parece bem interessante, vou adicionar a minha lista.
    Beijinhos,

    Borboletas de papel Ƹ̴Ӂ̴Ʒ

    ResponderExcluir
  3. Histórias de magoas do passado sempre me cativam e me emocionam.
    Não conhecia a obra, mas já vou pedir de Natal porque ele parece ser um livro lindo.
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
  4. Olá, eu ainda não conhecia o livro e apesar da tua resenha está muito bem feita e explicada o livro não me chamou atenção, não digo que seja ruim, até porque não parece, parece ser muito bom mas não é o estilo que eu goste, mas quem gosta com certeza vai amar a dica

    ResponderExcluir
  5. É complicado quando você tem mágoa de um familiar, principalmente mãe e pai. Tenho um problema semelhante com meu pai, e sei bem o sentimento que Meg carrega.
    Livro interessante, abordar retratos familiares assim não é para qualquer um.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  6. Nossa esses livros que trazem questões familiares mal resolvidas, dramas, não fazem muito meu estilo (já vivemos isso na realidade) porém se for bem escrita e narrada pode até despertar minha curiosidade.
    Confesso mais, hoje em dia corro de livros que me façam chorar litros, mas reconheço que eles nos impulsionam a refletir com situações que nem vivenciamos e acabamos assim amadurecendo com as situações vividas pelos personagens. Bom saber que a escrita do autor conseguiu te conectar tão bem ao enredo.
    Parabéns pela leitura e valeu pela dica de leitura!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Cath, tudo bem?

    Gostei bastante da sua resenha, parece ser um livro bastante tocante e profundo. Principalmente pelas mágoas guardadas, a situação que a Claudia está vivendo, e todos os segredos envolvendo a relação entre elas. Gosto quando o livro nos provoca as mais diferentes emoções e nos conectam com os personagens.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  8. Nossa que livro triste, eu fiquei quase um ano sem falar com a minha mãe então acho que sei bem o que os personagens sentiram e a sua emoção ao ler um livro. É um livro que com certeza quero ler!
    Só não gostei muito da capa para ser sincera.
    Um beijo
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  9. Nossa que livro triste, eu fiquei quase um ano sem falar com a minha mãe então acho que sei bem o que os personagens sentiram e a sua emoção ao ler um livro. É um livro que com certeza quero ler!
    Só não gostei muito da capa para ser sincera.
    Um beijo
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  10. Amo conhecer novos autores, ainda mais autores nacionais com tamanha sensibilidade!
    Amei a divulgação da obra e desejo a autora muito sucesso!
    Com certeza esse seria o livro que eu choraria muito ao ler, devido a minha alta sensibilidades kkkk..

    ResponderExcluir
  11. O livro parece ser muito bom! Eu leria com muito amor, sério, acho livros que mexem com temas envolvendo a família muitos bons! E se a autora lhe fez chorar, tenho certeza que é muito bom e, como disse, não há como descrever! Adorei a resenha, parabéns!!

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olha, a capa do livro é muito bonita. Só pela sinopse, eu já leria o livro, mas quando li a resenha, tive certeza que preciso conhecer a obra. Uma das melhores indicações que já vi aqui em seu blog :D

    ResponderExcluir
  13. Catharina, você me convenceu com a sua resenha. A capa do livro já é lindíssima, mas sua resenha me fez querer muito fazer essa leitura. Adorei!

    ResponderExcluir
  14. Poxa, como descreveu tudo, me deu até vontade de criar uma historia, sem brincadeira!!
    Mas com certeza vou buscar ler esse livro na integra!
    Parece ser bem interessante, daqueles que nos prende e emociona, e confio que nao irei me decepcionar!!

    Beijos
    Viviana
    devoreumlivroeoufilme.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?

    Relações parentais é algo que me chama muita atenção, então, com certeza, eu leria essa história. A capa é bem simples, mas resume bem o enredo - e eu gostei muito dela. Gosto de livros que nos faz repensar e que nos dá lições. Ponto pra essa linda história, de fato!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá, ainda não conhecia esse livro, mas achei a trama bem interessante e acho que também me emocionaria com a trama e refletiria bastante ao finalizar a leitura.

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Gosto do estilo da história porém não é o que estou procurando por agora, mas fico feliz que tenha gostado tanto da obra.

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Catharina, tudo bem?
    Eu achei o livro bem interessante, a história de Meg me chamou atenção e eu leria esse livro sem pensar duas vezes. A capa também é bem bonita.

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Não estou em um momento para ler esse livro, quem sabe no futuro.
    Não curti essa capa, achei feinha.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  20. Gosto muito das obras da Chiado porque elas tem um quê de diferente que acaba chamando bastante atenção.
    Fiquei bem curiosa em saber mais da história.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  21. o livro não é muito o que gosto de ler mas fiquei curiosa

    ResponderExcluir
  22. Um livro que me faria chorar horrores, vou ter que confessar.
    Apesar de não ser lá o tipo de leitura, gosto de pegar livros assim com essa temática para quando for relaxar, mas pelo visto eu ia cair nas lágrimas.
    http://k-secretmagic.blogspot.com/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Adorei o enredo do livro e estou bem curiosa para ler, mas acho que vou deixar para depois. Não estou vivendo o momento certo para ter uma leitura como essa.

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  24. Oi! Achei bacana o enredo do livro e gostei muito da sua resenha. Parece ser daqueles livros que mexem com a gente, né? Valeu pela dica!Beijos.

    http://eicarolleia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oi, Catharina.
    Que drama familiar emocionante. Você me deixou bem curiosa para ler a história da Meg e da Cláudia. Amo histórias sobre reencontro e perdão familiar.
    Amei sua resenha!

    Beijocas,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá Catharina, o livro parece ser bem legal com uma premissa mega sensível *-* Adoro quando a historia faz o leitor parar e refletir. Espero poder lê-lo em breve.

    http://meumundo-meuestilo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Ola!
    Eu gosto muitos de historias assim de conflitos em família, ou algo relacionado com família, porque sempre vai ter algo que já aconteceu na sua vida ou algo parecido!

    http://garotinhaadolescentea.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Oi Catharina, tudo bom?
    Esse livro carrega uma grande emoção com os dramas familiares que apresenta. Fiquei curiosa com a relação das duas e não conhecia o livro ainda.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Oi, tudo bem?

    No começo da resenha achei que não ia gostar muito do livro, mas ao ler fui vendo que este livro tem uma história que toca o leitor e me interessei.

    beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Oii!

    Não conhecia esse livro, mas achei a promissa bem diferente e muito interessante!
    Quero muito ler e ser tocada por ele como você foi ^^
    Parabéns pela resenha!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir

© REALITY OF BOOKS - 2012. Todos os direitos reservados.
Por: SHAIRA FOTO E DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo