Reality Of Books: Resenha: Perdão, Leonard Peacock - Matthew Quick

Resenha: Perdão, Leonard Peacock - Matthew Quick





Sinopse:
Hoje é o aniversário de Leonard Peacock. Também é o dia em que ele saiu de casa com uma arma na mochila. Porque é hoje que ele vai matar o ex-melhor amigo e depois se suicidar com a P-38 que foi do avô, a pistola do Reich. Mas antes ele quer encontrar e se despedir das quatro pessoas mais importantes de sua vida: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto. Encontro após encontro, conversando com cada uma dessas pessoas, o jovem ao poucos revela seus segredos, mas o relógio não para: até o fim do dia Leonard estará morto.

Leonardo tem 17 anos, e é um adolescente bem diferente, não é tão sociável, popular ou tem muitos amigos. Seu único amigo é o vizinho idoso Walt, com quem passa algumas tardes assistindo filme antigos estrelados por Humphrey Bogart. Também Baback, seu colega de escola que toca violino e Leonardo sempre o assiste ao final das aulas, pois se sente relaxado e feliz. 
A mãe de Leonardo está sempre viajando e nunca deu atenção ao filho, o que faz o garoto se sentir perturbado. E é um dos motivos por Leo querer se suicidar, afinal, a própria mãe não lembrou de seu aniversário. Ninguém lembrou.

Entre flashes do passado e momentos presentes, Leo nos narra o dia do seu aniversário de 18 em primeira pessoa, com uma narrativa leve e agradável.
Aos poucos ele nos apresenta as pessoas em seu redor. Como Baback, Walt, sua mãe, seu professor Herr Silverman, que é uma pessoa adorável, um dos meus personagens favoritos na história. Sempre tem algum, creio eu. E Herr foi o meu, ele é simplesmente fantástico. Queria muito ter um professor como ele.
"Eu percebi que, na maioria das vezes, a verdade não importa, e quando as pessoas fazem uma ideia terrível de você, é assim que você será visto, não importa o que faça."
Leo também nos apresenta Lauren, uma garota super religiosa que conheceu no metrô, ele tem um enorme desejo de beijar a garota e sempre se encontra com ela para conversar.
No decorrer da livro, Leo também apresentará Asher, seu ex-melhor amigo, e então podemos descobrir o motivo dele querer matar Asher. E também o porque de querer se matar, enquanto explica sobre cada pessoa ao seu redor e distribui a elas, um presente com embrulho rosa e elas mal desconfiam que ele carrega dentro de sua mochila uma P-38.


É um livro muito interessante, apesar de ter desejado muito ler O Lado bom da Vida, e ter gostado bastante, não foi tão emocionante quanto esperei. Mas mesmo assim, tive expectativas com Perdão, Leonard Peacock e pedi de presente de aniversário, quando minha tia me deu fiquei muito feliz.
"Você já pensou em todas as noites que viveu e das quais não consegue se lembrar de nada? Noites tão comuns que seu cérebro simplesmente não se dá o trabalho registrar. Centenas, talvez milhares de noites passam sem serem registradas pela nossa memória. Isso não deixa você maluco? Imaginar que sua mente pode ter registrado só as noites erradas? "
Matthew soube nos apresentar os personagens de forma fascinante, cada um com sua personalidade. E Leo apesar de diferente, é muito engraçado, me peguei rindo bastante, mesmo sendo uma pessoa solitária, se preocupa com os outros, é maduro e inteligente. O adorei também.
É uma leitura interessante e rápida, nos faz querer mais e ficar triste ao terminar a leitura.
"Os jovens são como passageiros cegos: simplesmente não veem o que vem pela estrada."
Enfim, uma leitura super recomendada. Que nos mostra que apesar dos problemas, temos que seguir em frente, uma história que retrata o suicido que hoje em dia, é mais presente do que pareça. O autor nos passa muitas mensagens, que de algum modo nos faz refletir, e de uma maneira bem engraçada, apesar do tema pesado.

3 comentários:

  1. Hey Cath,
    Que livro interessante ><
    Já tinha ouvido falar,mas ainda não li,não me interessei muito pela historia ....
    Mas sua resenha está ótima *-*
    Kisses ><
    Bruna do blog: Cantinho da Bruna -
    @blogcantinhoBL



    ResponderExcluir
  2. Oi, Catharina!
    Quis ler esse livro após saber que terá adaptação. Parece ser uma boa leitura e acredito que gostarei.
    Tenho "O Lado Bom da Vida", mas ainda não o li. Espero gostar.
    Gostei de saber sua opinião e fico feliz que tenha gostado.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  3. Oiiiii Catharina,
    Li esse livro faz algum tempinho, e lembro que após a leitura fiquei com um sentimento de impotência, decepção, por não poder fazer algo pelo Leonard.
    Quanto sofrimento nessa história, gostei muito, parabéns pela resenha.
    Beijos querida.

    http://ateliedoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© REALITY OF BOOKS - 2012. Todos os direitos reservados.
Por: SHAIRA FOTO E DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo